Unicomm

Integração de Negócios, Processos e Sistemas

  

As regras de negócios eram, nos sistemas muito antigos, tratadas como parte da programação; depois, com o advento dos bancos de dados relacionais, as mesmas foram transferidas, na medida do possível, para dentro das estruturas de definição e relacionamento dos dados; no entanto, muitas regras associadas a processos mais complexos, não podeiam ser tratadas dessa forma, e eram mantidas, ainda, dentro de programas, sempre de forma específica, em função do sistema de informação em uso.

Com o advento de BPM – Business Process Management, a tendência natural foi deixar as regras associadas a dados definidas nas bases de dados e as regras associadas a processos estabelecidas e mantidas na definição dos próprios processos.

Nesse sentido, já houve um grande avanço, pois a tecnologia dos BPMS – Business Process Management Systems propõe a construção baseada em padrões de mercado, e, portanto, o tratamento de regras em processos passou a ser mais um instrumento para maior compreensão e independência tecnológica.

Mas um avanço ainda maior ocorre hoje, que é a separação das regras em um ambiente somente para seu tratamento, os chamados motores de regras, cuja proposta é de, também com base em padrões abertos e de aceitação universal, possibilitar a criação de bancos de regras que possam ser acionadas de quaisquer processos, componentes ou dispositivos, tornando ainda mais fácil a compreensão da organização e sua forma de operar, bem como a manutenção de suas regras de negócios, deixando os processos focalizados na lógica de encaminhamento operacional dos negócios e acionamento dos componentes necessários a essa operação.

Como concepção da Unicomm para esse assunto, a figura abaixo ilustra o relacionamento entre todos os componentes técnicos de processos e a separação das regras de negócios:

Plataforma Unicomm

admin Em dezembro - 21 - 2010

Tags

Artigos relacionados

  • Não foram encontrados assuntos relacionados.

    Leia